Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘história’

Ainda não viu a parte I?

 

Machado de Assis – Eu realmente preciso te dizer quem foi esse cara? Não, sério?

Malcolm X – Parente do Ben 10 e da Márcia X, começou como traficante, pimp e malaco, passou a pregador do Islã e da supremacia dos negros, e, quando enfim começou a achar razoável a idéia de que nem todo branco era filhodaputa como os que mataram seu pai, e que brancos e negros poderiam conviver em pé de igualdade, foi assassinado. Não vamos condená-lo por achar que caucasianos são o demônio; como ele mesmo disse: “Um branco perguntar ao negro porque ele o odeia é como o lobo perguntando ao cordeiro: ‘Você me odeia?'”.

Martin Luther King – Pastor americano, militante pelos direitos civis e king of the black coconut candy. Foi a pessoa mais jovem a receber o Nobel da Paz, com 35 anos, em 1964. Era contra a violência, o que não o impediu de tomar um tiro.

Motumbo – Santo padroeiro de Pau Grande, distrito de Magé, no Rio de Janeiro, das cidades de Ponta Grossa e Rolândia, no Paraná, e do bairro de Picanço, em Guarulhos (SP).

Mussum – Pseudônimo de René Descartis, autor do Discurso sobre o Mé Todis.

Nelson Mandela – Advogado e militante contra o Apartheid sul-africano. Passou quase 30 anos na cadeia e ainda achou ruim quando soube que sua esposa Winnie andou ciscando por outros terreiros.

Os Mulheres Negras – Eles são homens e brancos, na verdade. Só os incluí pra cumprir as cotas.

Patrice Lumumba – Lider da independência do Congo e seu primeiro-primeiro-ministro legalmente eleito. Os europeus tavam achando até bonitinho esse negócio dos africanos quererem ser livres, mas quando o Lumumba disse que não bastava a independência política, queriam também o controle econômico, os brancos já ficaram ressabiados. Foi deposto em dez semanas e assassinado.

Pelé – Eu não sei direito quem foi esse cara, mas deve ter sido um grande ator venezuelano. Chávez vivia dizendo que preferia ver o filme dele.

Rosa Parks – A Dama do Lotação. Se recusou a dar seu lugar a um branco no ônibus – alegando que ele não estava grávido, nem era idoso, e sequer parecia deficiente, a não ser que fosse mental – e foi o estopim do movimento contra as leis segregacionistas nos EUA. É mãe do movimento dos direitos civis, mas filhos, mesmo, não teve.

São Benedito – Começou por baixo, como cozinheiro do convento, mas era tão gente boa que os capuchinhos o elegeram superior do mosteiro. Um dos seus milagres mais famosos, o milagre das rosas, foi plagiado por Santa Isabel, e ninguém fala nada por que ela é branca. A história é assim: o caboclo levava pães, escondido, para os pobres, e o uma vez novo superior do convento o pegou com a boca na botija. Desconfiado, perguntou: “Que levas aí, neguinho safado?” “Rosas, meu senhor”. Benedito abriu o avental, e os pães haviam virado rosas mesmo.

Tia Anastácia – Um grande e gordo estereótipo. Humilde e simplória, sensacional contadora de histórias e cozinheira de mão cheia, aguentava calada as filhadaputagens daquela que foi a precursora do Klu Klux Klan no Brasil, a boneca Emília. Eu no lugar dela já teria espancado a fascistinha de pano com o pau de macarrão.

Zumbi – Último líder de Palmares, famoso pela frase “braaaiiiiinssssss….”

flourish

Este post não seria possível sem a inestimável colaboração dos meus negos do twitter: @any_g, @carolcaramba, @charmqgp, @FabioMarton, @fvanzo, @mrguavaman, @penachiando, @Shepones, e todo o resto que deu sugestões e eu esqueci de citar aqui, mesmo que não tenha aproveitado. Vocês são um poço de inspiração, gemza.

Read Full Post »