Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘hoax’

O que você espera de um desodorante?

Depende do desodorante que você compra. Os produtos femininos propõem diminuição de pelos, hidratação da pele, clareamento das axilas e a sensação de frescor, além de te manter “protegida”. Os masculinos propõem sempre a mesma coisa: tornar o usuário irresistível às mulheres. Ninguém menciona o óbvio, acabar com a suvaqueira. Até compreendo. Seria como se um comercial de sabonete íntimo mostrasse uma moça bonita e limpinha jogando um bacalhau na lixeira. Espera, me deu um deja-vu…

dovecactus

Mas, enfim.

O motivo para esse post foi a recente notícia de que um rapaz na Ìndia estaria processando a Unilever por usar o desodorante Axe durante sete anos, e assim mesmo ser incapaz de pegar mulher. Propaganda enganosa.

Vaibhav Bedi alega que vem usando os produtos da Axe de acordo com as instruções desde que os comprou pela primeira vez. Ele argumentou que se não foi capaz de experimentar o Efeito Axe mesmo usando os produtos como indicado, ou a companhia estava fazendo propaganda enganosa ou vendendo produtos falsos.

axe-effect-shower

“Eu sempre os guardei em local frio e seco, e os mantive afastados de luz direta e calor. Sempre usava uma régua para ter certeza que a distância entre a válvula e a axila era de pelo menos 15 centímetros. Fazia tudo o que eles mandavam. Até bati no meu sobrinho de cinco anos por chegar perto demais do meu armário, uma vez que eles haviam instruído a manter o desodorante longe do alcance de crianças. E ainda assim, o máximo que eu consigo é uma surra de vassouradas da minha bai feia.” Vaibhav expressou sua frustração.

Parecia genial demais pra ser verdade. E era. Fui consultar a fonte pra escrever esse post, um site indiano de notícias, e vi que havia sido deletada. Depois, procurando outra fonte, encontrei a que parecia ser a origem, no fakingnews.com.

Eu comprei um boimate.

Se os desodorantes tem tantos poderes mágicos, afinal, eu queria um que trouxesse discernimento, como o fruto da árvore do bem e do mal. Assim, tipo um desodorante proibido do éden. Já tem pra vender?

*A frase é do Ney Matogrosso, mas foi primeiro usada neste contexto axilístico pela genial @RenataLocutora

Anúncios

Read Full Post »